Polícia encontra caminhão com 39 pessoas mortas

Polícia encontra caminhão com 39 pessoas mortas

- emPelo Mundo, Polícia
Foto: reprodução

 

 

Trinta e nove pessoas foram encontradas mortas pela polícia na madrugada desta quarta-feira (23) dentro de um contêiner em um caminhão no parque industrial de Essex, no Reino Unido. O motorista, um homem de 25 anos da Irlanda do Norte, foi detido por suspeitas de homicídio.

O veículo teria saído da Bulgária e entrado em território britânico no sábado (19). “A nossa investigação vai tentar descobrir o que aconteceu”, disse o superintendente-chefe da polícia de Essex, Andrew Mariner.

As autoridades estão tentando identificar as vítimas, um processo que será demorado. “Pensamos que o caminhão é da Bulgária e entrou em nosso país, em Holyhead, no sábado”, disse Mariner. “Estamos trabalhando na investigação. O motorista do caminhão foi detido pela ligação ao incidente e está sob custódia da polícia”, completou.

Numa primeira reação, o primeiro-ministro britânico, que está acompanhando a situação, afirmou que os seus “pensamentos estão em todos os que perderam a vida” e em seus familiares.

Em comunicado, a polícia de Essex esclarece que foram chamados por “colegas do serviço de ambulâncias pouco depois da 1h40 da manhã”, após a descoberta de um caminhão com “pessoas em seu interior no parque industrial de Waterglade”, em Grays.

Os serviços de emergência foram para o local mas, “infelizmente, 39 pessoas foram encontradas mortas”. Entre as vítimas estão 38 adultos e um jovem.

Nos últimos anos, muitos migrantes tentaram entrar no Reino Unido escondidos em caminhões ou em embarcações que atravessam o Canal da Mancha.

Diante do reforço das operações de controle da polícia na costa do estreito que separa a Grã-Bretanha do continente europeu, a Irlanda se torno o país de trânsito nas rotas dos traficantes de pessoas por sua fronteira aberta com o Reino Unido.

Tráfico de imigrantes?!

Para Richard Burnett, diretor executivo da Road Haulage Association, que representa os motoristas de caminhão no Reino Unido, “independente das circunstâncias do que aconteceu, elas destacam o perigo de que gangues transportem migrantes em caminhões de modo clandestino”.

“O tráfico de pessoas é um negócio vil e perigoso”, denunciou a deputada local Jackie Doyle-Price, antes de pedir que os assassinos sejam levados à justiça.

Em 2014, funcionário do porto de Tilbury, também em Essex, ouviram gritos e batidas dentro de um contêiner e encontraram 34 afegãos vivos, mas gravemente afetados pela desidratação, hipotermia e falta de ar.

Um ano depois, na Áustria, 71 migrantes foram encontrados mortos por asfixia no compartimento hermeticamente fechado de um caminhão abandonado em uma rodovia.

Procedentes da Síria, Iraque e Afeganistão, as vítimas – 59 homens, oito mulheres e quatro crianças, incluindo um bebê – eram transportadas da Hungria para o oeste da Europa por um grupo de traficantes que os embarcou perto da fronteira com a Sérvia.

A tragédia, que aconteceu em plena crise dos refugiados na Europa, comoveu a opinião pública internacional.

Comentários

Destaque

Trágico acidente na GO-080, próximo à Goianésia, deixa uma pessoa morta

    Um trágico acidente na tarde da