Polícia Civil prende, em Ceres, mulher suspeita de estelionato e associação criminosa

Polícia Civil prende, em Ceres, mulher suspeita de estelionato e associação criminosa

- emCeres, Goiás, Polícia

 

 

Policiais Civis do Estado de Goiás, através da Delegacia de Ceres, prenderam preventivamente, na manhã desta quinta-feira, 27 de agosto, D.B.S., moradora da Cidade de Ceres, suspeita da prática dos crimes de estelionato e associação criminosa, previstos nos arts. 171 e 288 do Código Penal.

De acordo com as investigações, golpistas entraram em contato com órgãos públicos, especialmente prefeituras e câmaras de vereadores, passando-se por juízes de direito, e solicitando, inicialmente, designação de motoristas e servidores para os auxiliarem na Comarca. Após conquistarem a confiança das vítimas, os golpistas solicitavam depósitos em dinheiro na conta de comparsas (um deles, a mulher presa nesta manhã).

Segundo o Delegado Matheus Costa Melo, a suspeita D.B.S. também é investigada em outros dois crimes de estelionato, sendo que em um deles recebeu R$ 79.000.00 (setenta e nove mil reais) em sua conta bancária. O dinheiro seria proveniente da suposta venda de um veículo de uma vítima do Estado de São Paulo, ação conhecida como “golpe da OLX”.

Diante das provas produzidas, foi representada pela prisão preventiva da suspeita, que foi decretada pelo Poder Judiciário de Ceres. Ao ser presa na manhã de hoje (27), a interrogada confessou a prática dos crimes e em seguida foi recolhida na Unidade Prisional, onde está à disposição do Poder Judiciário.

A Polícia Civil de Ceres alerta a toda a população e órgãos públicos para que tenham muita atenção com os chamados “golpe do falso juiz” e “golpe da OLX”, tendo em vistas que há notícias de casos como estes na região do Vale do São Patrício.

Comentários

Destaque

Garoto de 18 anos morador de Goianésia morre vítima da Covid-19 após dias internado em UTI de Ceres

    Um jovem de apenas 18 anos