Pai mata com tiro na cabeça namorado da filha de 14 anos, em Goiás

Pai mata com tiro na cabeça namorado da filha de 14 anos, em Goiás

- emGoiás, Polícia
Suspeito (foto: reprodução)

.

.

Um homem de 38 anos foi preso, na quarta-feira (16), suspeito de matar o namorado da filha dele por não aceitar o relacionamento entre os dois, em Goiânia. Cleber Juliano Pires confessou o crime e disse que atirou contra o genro porque teria sido ameaçado com uma faca. Para a Polícia Militar, ele armou uma emboscada para poder matar a vítima.

Logo após ser preso, Cleber disse que estava com raiva do jovem pelo fato da filha, de 14 anos, ter saído de casa no último dia 8 de janeiro para encontrar com o namorado. Ele alega que queria ter uma “conversa de homem”, mas que foi ameaçado pelo genro.

“Vamos lá para casa conversar igual homem. Aí a gente foi para casa. Chegou lá ele pegou uma faca e tentou me agredir, na hora que eu virei as costas. Que eu pensei que ele estava conversando comigo igual homem, ele pegou uma faca em cima de um fogão a lenha que tem na área e veio para cima de mim”.

O crime ocorreu na noite de quarta-feira, na casa em que Cleber mora, na Rua Vanessa Ribeiro Santos, no Parque Tremendão. Conforme apurado, o homem atirou na cabeça do namorado da filha e foi preso pouco tempo depois pela Polícia Militar. O caso já está sendo investigado pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH).

Segundo o sargento Lélio Aparecido Pereira, da PM, o crime pode ter sido premeditado. “Ele [Cleber] marcou, vinha, um dia antes, conversando pelo WhatsApp com a vítima tentando uma aproximação e, no dia de hoje, marcou com ele em um outro local e a vítima parece que foi de Uber. Chegando lá, ele espetou a arma na costela do cara, colocou ele dentro do carro dele e levou para a casa dele para conversar”, disse o policial.

Conforme a Polícia Civil, Cleber já tem passagem por furto, estupro, porte ilegal de arma de fogo e ameaça. Agora ele deve responder pelo homicídio.

A assessoria de imprensa da corporação informou que o jovem teria sido identificado apenas como “Douglas”. De acordo com o Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia, para onde o corpo da vítima foi levado, o mesmo não havia sido identificado com o nome completo até as 10h desta quinta-feira.

Reprodução: G1/Goiás

Comentários

Destaque

Prefeitura de Ceres irá distribuir roupas gratuitamente à população: confira

    A Prefeitura de Ceres, por meio