Ministério da Saúde investiga três casos suspeitos de coronavírus em Goiás

Ministério da Saúde investiga três casos suspeitos de coronavírus em Goiás

- emGoiás, Saúde
Foto: reprodução

.

.

O Ministério da Saúde informou que investiga três casos suspeitos de contaminação por coronavírus em Goiás. A informação foi divulgada na tarde desta quinta-feira (27).

Durante a manhã, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), confirmou que havia dois pacientes suspeitos, internados no Hospital de Doenças Tropicais (HDT), em Goiânia.

Eles chegaram recentemente da Itália – país que já registrou 14 mortes pela doença. Foram colhidas amostras dos pacientes para fazer o teste que identifica a doença. Um deles deixou o HDT no fim da tarde desta quinta-feira.

O governador Ronaldo Caiado (DEM) comunicou em uma publicação nas redes sociais que o resultado de um dos pacientes em isolamento no HDT deu negativo para coronavírus.

Em Formosa, a Secretaria Municipal de Saúde informou na tarde desta quinta-feira que existe a confirmação de um caso suspeito na cidade e que o paciente será transferido para o HDT, seguindo protocolo estabelecido para o estado de Goiás. No entanto, o Ministério da Saúde ainda não confirmou se o terceiro caso suspeito é mesmo o de Formosa.

Em nota enviada na noite de hoje, a SES-GO informou que apenas um dos três casos suspeitos em Goiás está internado no HDT. Disse também que ainda avalia se o paciente de Formosa “atende os critérios de definição de caso suspeito para o novo coronavírus estabelecidos pelo Ministério da Saúde”.

Casos só são considerados oficialmente suspeitos depois de o Ministério da Saúde, cumprindo o protocolo, incluir os referidos casos na lista de suspeitos do Ministério. No Brasil, houve a confirmação de um paciente com a doença em São Paulo.

Os pacientes já internados no HDT são um jovem de 22 anos e uma mulher de 51. O primeiro voltou da Itália no dia 21 de fevereiro. Já a outra paciente chegou no dia 20. Os dois deram entrada no HDT na quarta-feira (26).

“Ela morava em área endêmica e procurou a Secretaria de Saúde. Começou com coriza, um estado gripal, por isso ela veio regulada para cá e está sendo mantida em isolamento, mas o estado dela é estável. O outro rapaz está no leito de isolamento também, ele veio regulado e apresentou alguns sintomas”, disse a coordenadora de enfermagem, Patrícia Lisboa.

O governador Ronaldo Caiado vistoriou o hospital, se reuniu com direção e médicos da unidade e disse que o estado está preparado para fazer todos os atendimentos necessários. “Estamos preparados para o diagnóstico e o tratamento. Estamos preparados para agir”, assegurou.

O secretário de saúde, Ismael Alexandrino, disse que já foi estabelecido um protocolo de atendimento. “O protocolo atual fala da latência de 14 dias e viagens para fora. Inicialmente era apenas para a China, mas o Ministério da Saúde está abrindo para outros países, como Itália”, disse.

Reprodução/G1Goiás

Comentários

Destaque

No dia do Servidor Público, 28 de outubro, SINDAVALE publica nota de agradecimento aos servidores públicos de Ceres

    Neste dia 28 de outubro –