Jovem de Itapuranga, que está desaparecido, foi ao mirante, em Ceres, pouco antes de ser sequestrado

Jovem de Itapuranga, que está desaparecido, foi ao mirante, em Ceres, pouco antes de ser sequestrado

- emAnápolis, Ceres, Goiás, Itapuranga, Polícia
Mirante - Foto: reprodução

.

.

Matéria: reprodução G1 Goiás

O delegado Kleber Toledo, que investiga o assalto, disse que Murilo teria combinado de se encontrar com uma jovem na noite de sábado (26). Ele a buscaria em Ceres, cidade vizinha, para ir a um mirante da cidade.

“Ele teria pedido para ela levar ‘bala’ para eles usarem à noite, mas ela disse que não teria como. […] Ela teria dito que estava em Rianápolis, precisaria conseguir uma carona até Ceres, onde ele a buscaria para irem ao mirante”, contou o delegado em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (2).

Ainda de acordo com o delegado, Murilo pediu o carro do pai emprestado e saiu, por volta de 20h40, foi ao espetinho em que foi visto pela última vez na cidade, jantou e seguiu em direção a Ceres, sozinho.

O delegado informou que, segundo testemunhas que estavam no mirante de Ceres naquela noite, Murilo chegou ao local sozinho, foi conversar com quatro rapazes e, logo depois, os cinco entraram no carro do jovem – com ele ao volante – e foram embora.

“Dá-se a entender que ele deve ter perguntado se algum dos rapazes tinha droga. Provavelmente, eles disseram que não, mas que sabiam onde conseguir. Esses quatro já estavam com a pretensão de roubar um veículo – qualquer veículo – para quitar uma dívida que tinham com uma pessoa ‘acima’ deles e aproveitaram a oportunidade”.

Ainda de acordo com Kleber, as investigações continuam para esclarecer alguns pontos sobre o caso. Por exemplo, quando ou onde teria sido dada a voz de assalto no caminho entre o mirante de Ceres e Anápolis, onde os quatro suspeitos do roubo do carro morreram em troca de tiros com a Polícia Militar.

Murilo Ramos de Souza – desaparecido / Foto: reprodução

O delegado lembra que uma denúncia anônima foi feita à PM naquela noite informando que o carro havia sido roubado e, por meio de uma interceptação telefônica, a corporação teria ouvido que os autores estariam a caminho de uma residência em Anápolis.

Os policiais militares foram para o endereço, onde não havia ninguém, esperaram a chegada dos autores, que atiraram contra os PMs e morreram nessa troca de tiros, de acordo com os registros policiais.

O carro, na ocasião, foi apreendido e passa por perícia. O delegado afirmou que pediu urgência nos exames de sangue que foram encontrados no veículo, pois depende deles para saber se o sangue é do Murilo.

Os policiais das delegacias de Itaberaí, Ceres e Anápolis estão trabalhando de maneira conjunta para investigar o desaparecimento. Já o confronto está a cargo do Grupo de Investigação de Homicídios de Anápolis.

Veja também:

Jovens de Ceres e Rialma são identificados como mortos em confronto com a polícia após roubo e sequestro em Itapuranga – Assista ao vídeo

Comentários

Destaque

Mulher com suspeita de ligação com o tráfico de drogas é morta em Uruana

    No último domingo, 25 de outubro,