Hospitais e clínicas particulares de Ceres, Rialma, Itapaci e Jaraguá na mira da Polícia Civil

Hospitais e clínicas particulares de Ceres, Rialma, Itapaci e Jaraguá na mira da Polícia Civil

- emCeres, Goiás, Itapaci, Jaraguá, Polícia, Rialma, Saúde
Foto: Divulgação/Polícia Civil

.

.

A Polícia Civil cumpre, nesta quinta-feira (14), 53 mandados de busca e apreensão pela Operação BackDoor II, que apura fraudes no Instituto de Assistência dos Servidores do Estado de Goiás (Ipasgo). Segundo a corporação, são 25 pessoas e 27 empresas investigadas em dez cidades goianas e São Paulo (SP).

A primeira fase foi realizada em julho de 2019, quando a Polícia Civil apurou a participação de servidores do Ipasgo em esquema de fraudes em pedidos de exames.

À época, a corporação descobriu que muitos desses envolvidos eram funcionários terceirizados de uma empresa contratada pelo Instituto, por isso continuaram as investigações. As apurações apontaram que houve fraude em licitações envolvendo a companhia citada e nas auditorias.

Na etapa realizada nesta quinta-feira, os policiais buscam documentos, celulares, computadores, entre outros elementos que possam indicar qual a relação dos investigados com o Instituto.

A BackDoor II tem mandados sendo cumpridos em: Goiânia (27), Anápolis (7), Ceres (8), Aparecida de Goiânia (1), Inhumas (1), Itapaci (1), Jaraguá (2), Caldas Novas (1), Rialma (1), São Patrício (3) e São Paulo (1). Fazem parte da ação 236 policiais civis e 50 peritos.

Investigações

A apuração das suspeitas foi feita pelo Grupo Especial de Combate à Corrupção (GECCOR). Eles apontaram que houve desvio de finalidade na fiscalização dos contratos. Segundo a Polícia Civil, mais de R$ 63 milhões foram auditados de forma fraudulenta.

Segundo citado nas apurações, alguns médicos contratados eram os responsáveis por auditar as contas dos próprios locais de trabalho e foi detectado um auditor que não era médico.

A corporação também apontou que alguns exames feitos durante internações foram 50% mais caros que a média de referência do Ipasgo. A Polícia Civil verificou que esses exames somaram mais de R$ 14 milhões.

Reprodução/G1Goiás

Comentários

Destaque

No dia do Servidor Público, 28 de outubro, SINDAVALE publica nota de agradecimento aos servidores públicos de Ceres

    Neste dia 28 de outubro –