Filho lamenta a morte de seu pai, PM que teve a arma roubada em Itacaiu GO

Filho lamenta a morte de seu pai, PM que teve a arma roubada em Itacaiu GO

- emPolícia

Um dos oito filhos do sargento da Polícia Militar Uires Alves da Silva, de 45 anos, morto após ter a arma roubada e ser baleado, lamentou a forma como o pai foi assassinado. Segundo Hiago de Jesus Alves, o oficial era muito querido na região de Itacaiu, distrito de Britânia, no oeste de Goiás, onde o caso ocorreu, e agia sempre de forma muito correta, tanto em casa, como no trabalho.

“Ele não punia o certo, sempre andava certo, nas regras. Deu exemplo como pai e como amigo. Todos falavam que meu pai era um grande homem, que em todos os lugares fazia amizade. Um homem que dava a palavra certa, que conversava. Tudo ele levava pelo lado certo. Meu pai deu um grande exemplo para nós como filho e como sociedade. Sempre vai fazer falta, o pessoal adorava ele”, disse.

Muito abatido, o jovem declarou ainda que Uires adorava a profissão e sempre “honrou muito a farda”. “Ele gostava de fazer o que fazia, sonhava além. Um policial que sempre ajudava o próximo, que corrigia os erros. Andava no direito dele”, pontua.

O irmão de Uires, Dorivan Rodrigues Marques afirmou que seu irmão deixou um “legado” e espera que o homicídio sirva de exemplo para que o fato não volte a se repetir com outros policias.

“Não adianta esperar meu irmão de voltam. Vamos guardar no nosso coração, a falta dele vai ficar para sempre. Mas fica a reflexão: o que pode ser feito para que isso não ocorra de novo? Para que a polícia seja respeitada porque tem um poder legal e estava lá a pedido da sociedade?”, disse Dorivan.

 

Comentários

Destaque

Garoto de 18 anos morador de Goianésia morre vítima da Covid-19 após dias internado em UTI de Ceres

    Um jovem de apenas 18 anos