Corpo de criança baleada na cabeça durante brincadeira é enterrado em São Patrício

Corpo de criança baleada na cabeça durante brincadeira é enterrado em São Patrício

- emCarmo do Rio Verde, Goiás, Polícia, São Patrício
Foto: Liliane Bueno

O corpo de Luís Felipe Ribeiro, de 7 anos, que morreu após ser baleado enquanto brincava com uma arma em uma chácara de Carmo do Rio Verde, na região central de Goiás, foi enterrado no início da tarde desta quarta-feira (14) em São Patrício, cidade vizinha. O menino, que tinha o sonho de ser piloto de motocross, recebeu uma homenagem de motociclistas.

“Na hora que colocou o corpo dele no carro da funerária, os pilotos aceleraram as motos até o carro sair. Depois, eles acompanharam o cortejo até o cemitério”, contou Manoel dos Anjos Ribeiro, tio da vítima.

Amigos da família e colegas de escola da criança também passaram pelo velório, que começou às 2 horas, em uma igreja da cidade. O sepultamento ocorreu por volta do meio-dia.

Luís Felipe teve morte cerebral constatada na segunda-feira (12), no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage (Hugol), em Goiânia, onde estava internado. Os pais do menino decidiram doar os órgãos dele para evitar que outras famílias sintam a mesma dor que eles estão sentindo.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), os rins e o fígado do garoto foram doados para duas pessoas. Uma delas mora em São Paulo e outra no Distrito Federal.

 Baleado durante brincadeira

O menino ficou ferido na noite de sábado (10), na chácara em que o padrinho dele morava, em Carmo do Rio Verde. Segundo a Polícia Civil, o garoto foi atingido na cabeça enquanto brincava com a arma na companhia de outras duas crianças, de 10 e 2 anos, em um quarto da casa, onde aconteceria a festa de aniversário de 62 anos do padrinho da criança.

“Ele e mais dois meninos pegaram a espingarda. Disseram que ele jogou ela no chão, ela disparou e pegou nele”, complementou o pai de Luís Felipe, Sebastião Félix.

Sebastião contou que o padrinho socorreu o menino, mas o carro quebrou a 800 metros da cidade. “Encontrei com eles no meio do caminho. O carro do padrinho dele tinha estragado. Aí eu peguei meu filho e acabei de chegar com ele de moto em Carmo do Rio verde”, detalhou.

A vítima foi socorrida, levada para Ceres e, depois, para o Hugol, em Goiânia, onde teve morte cerebral.

Reprodução/G1 Goiás

Vítima (Foto: reprodução)

Comentários

Destaque

Prefeitura de Ceres irá distribuir roupas gratuitamente à população: confira

    A Prefeitura de Ceres, por meio