Carta aberta dos médicos da UPA de Ceres à população

Carta aberta dos médicos da UPA de Ceres à população

- emCeres, Goiás, Política, Saúde, UPA
Foto: reprodução

Ceres-Goiás, 24 de Novembro de 2021

Iniciamos esta carta cumprimentando a todos e agradecendo às homenagens e contribuição com palavras e atitudes durante a fase mais difícil da pandemia. Foram dias árduos, de incertezas e tristezas, e ainda estão sendo, principalmente para aqueles que perderam seus entes queridos. Compadecemos e nos solidarizamos com a população, prometendo sempre fazer o nosso melhor para o bem estar de todos. Utilizamos este espaço também para comunicar uma situação desagradável que ocorreu e continua ocorrendo com os profissionais da saúde do nosso município.

Como todos sabem, até o mês de setembro deste ano éramos geridos pelo Hospital São Pio X. A prefeitura de Ceres fazia o repasse dos recursos e a referida instituição de saúde mantinha a UPA e o SAMU. Eles eram os responsáveis por nosso pagamento. Infelizmente no mês de junho o hospital simplesmente alegou que não poderia nos pagar o valor integral do salário, mesmo tendo recebido o repasse total da prefeitura. Fizeram o pagamento de 60% dos honorários de médicos, fisioterapeutas e alguns enfermeiros. A partir daí, por mais que tentássemos sempre receber os 40% que nos é devido, só ouvíamos que não iriam pagar, até com um certo tom de ironia e deboche por parte da administração do hospital. E 5 meses depois, ainda não recebemos.

É com profunda insatisfação que comunicamos o ocorrido. Temos o direito de receber integralmente pelo trabalho prestado. Não deixamos de cumprir com nossas obrigações. Atendemos uma população numerosa, composta por centenas de milhares de pessoas compreendendo o Vale do São Patrício. Fazemos atendimentos complexos,
procedimentos como intubação orotraqueal, cardioversão elétrica, reanimação cardiopulmonar e salvamos muitas vidas nesse período. Há alguns meses éramos os heróis, a linha de frente. Hoje somos uma classe desvalorizada e desrespeitada por uma instituição que se diz filantrópica, debocha do nosso trabalho e se apropria de 40% do nosso salário.

Deixamos aqui nosso repúdio com a situação vivenciada pela maior parte dos funcionários de saúde da UPA e do SAMU, criada e implementada pelo Hospital São Pio X. Exigimos o pagamento do restante do salário do mês de junho, pois trabalhamos incansavelmente e temos nossos compromissos. É uma questão de respeito e não é nenhum favor que pedimos, é obrigação deles. O repasse foi realizado pela prefeitura e não nos pagar integralmente é ilegal, para não usar outro nome à apropriação indevida de recursos.

Na certeza de sermos atendidos em nossa reivindicação e com o apoio da população de nossa querida cidade e dos municípios vizinhos, que reconhecem nosso esforço em garantir uma saúde de qualidade em nossa região, nos despedimos desejando saúde, força e fé a todos. Que Deus nos abençoe. Muito obrigado!

Comentários

Destaque

“Programa Saúde em Movimento” será realizado em Ceres na próxima segunda-feira (29): confira os exames disponibilizados

A Prefeitura de Ceres, por meio da Secretaria