Audiência Pública movimentou a cidade de Carmo do Rio Verde nesta segunda-feira (22)

Audiência Pública movimentou a cidade de Carmo do Rio Verde nesta segunda-feira (22)

- emCarmo do Rio Verde, Educação, Polícia, Política

Na noite desta última segunda-feira (22 de agosto) aconteceu no Club de Mães da cidade de Carmo do Rio Verde a 1ª Audiência Pública Contra a Indisciplina e Evasão Escolar. A audiência começou às 19h30 e teve fim às 22h00.

Os colégios estaduais e escolas municipais de Carmo do Rio Verde sofreram um aumento dos índices de indisciplina e evasão escolar, sendo necessário que um diálogo público fosse iniciado a fim de encontrar soluções para os referidos problemas. Apesar de não fazer parte da temática inicial, o evento também acabou por falar sobre atos infracionais, já que alguns casos aconteceram dentro de instituições de ensino da cidade. Nesta audiência pública foi possível que diversas autoridades se manifestassem, além de ter sido proposto que a população também mostrasse suas opiniões, anseios e sugestões.

Em entrevista ao Valle News, a subsecretária regional de Educação do estado de Goiás, Márcia Ribeiro, disse acreditar que esta audiência será capaz de gerar bons resultados, pois toda audiência pública que envolve representantes de diversos segmentos e a sociedade, é positiva. “Acredito que até mesmo os alunos enquanto formadores de opinião saíram daqui com outra forma de gerenciar o problema”, disse a subsecretária.

“Eu acho que a audiência pública não pode parar no debate, nós temos que consolidar um documento que vai nortear algumas ações dentro dos colégios, do Conselho Tutelar, Promotoria e demais, colocando a responsabilidade devida em cada segmento”, completou Márcia. Para a subsecretária o elo entre colégio e família é de suma importância e se faz necessário trazer as famílias para dentro do trabalho pedagógico.

Em 60 dias a partir da data desta audiência o Ministério Público deverá apresentar uma proposta para o problema da indisciplina e evasão escolar na cidade. Márcia disse que provavelmente ela (como representante do estado)  e outros representantes dos demais órgãos deverão ser chamados para elaborar a referida proposta. “A sociedade agora espera uma providência dos órgãos competentes que participaram desta audiência”, falou Márcia. A subsecretária também disse que vê o Ministério Público como um dos maiores parceiros e que os promotores da região sempre estão empenhados em desenvolver um bom trabalho. Márcia finalizou agradecendo a todos que participaram da audiência

Em entrevista ao Valle News, Coronel Wagner (comandante do 16º Comando Regional de Polícia Militar) explicou que casos de indisciplina devem ser tratados pela própria instituição de ensino e família, pois não configuram crime, já os atos infracionais, devem ser informados à Polícia Militar que irá lavrar o TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência). O coronel disse que é comum que atos infracionais não sejam informados à Polícia Militar e fiquem apenas no âmbito administrativo do colégio. Para o coronel, esta omissão está diretamente ligada ao medo de denunciar e é algo que não deveria existir, pois impede que a polícia exerça seu trabalho.

O Coronel Wagner também comentou sobre a importância desta audiência, “É muito válido que se faça este tipo de evento, trazendo a sociedade, os alunos e outros segmentos. É em um evento como este que se encontra solução. Às vezes na fala mais humilde que se tem é que se vislumbra uma ação que soluciona um problema enorme”.

Estiveram presentes na audiência: Dra. Grazyelly dos Santos (Promotora de Justiça), Cleomar Antônio (Vereador), Márcia Ribeiro (Subsecretária Regional do Estado de Goiás), Coronel Wagner Borges (Comandante do 16º Comando Regional de Polícia Militar), Major César Lopes (Comandante da 22ª Companhia Independente da Polícia Militar), Tenente Antônio Xavier (Comandante da Polícia Militar de Carmo do Rio Verde), Lucilene Aparecida (Presidente do Conselho Tutelar) e Ana Neri (Presidente do CMDCA).

.

The gallery was not found!

 

Comentários

Destaque

Garoto de 18 anos morador de Goianésia morre vítima da Covid-19 após dias internado em UTI de Ceres

    Um jovem de apenas 18 anos